Determinado quando Remarketing é bom para o E-commerce

remarketing e e-commerce

O remarketing pode ser muito bom para o E-commerce e você pode utilizá-lo para recuperar vendas e aumentar as suas conversões. Ele é uma das possíveis estratégias de marketing digital e permite que seus anúncios sejam visualizados mais de uma vez pelos usuários que tenham demonstrado interesse em seu site, serviço ou produto.

Afinal, o que é Remarketing

Remarketing é uma das possibilidades que existem no mundo do Marketing Digital. Ele é um recurso que você pode utilizar para exibir novamente conteúdo e anúncios para pessoas que já que entraram em contato com alguma campanha. Além disso, pode ser muito útil para recuperar vendas.

Quantas vezes você visitou um website, acrescentou itens ao seu carrinho, mas saiu sem fazer uma compra? Isto acontece com muitos consumidores modernos que ou se distraem com outra coisa ou decidem levar mais tempo para pensar em sua compra.

A principal utilidade do remarketing é que você consegue contatar novamente esse tipo de usuário que em algum momento visitou sua loja on-line, ou qualquer outro website sem concluir o processo de compra ou de conversão. Com ele você é capaz de lembrar e oferecer novamente ao potencial cliente o produto ou serviço para o qual, de alguma forma, ele esteve interessado em algum momento no passado.

Nada impede que você o use em campanhas de inbound e outbound marketing. Todavia, vistas as possibilidades de monitoramento e controle ofertados pela internet, você pode utilizar ele em campanhas do tipo outbound marketing com mais frequência.

Resumindo, é fazer marketing novamente para a mesma pessoa! Afinal, o que você quer é acelerar a decisão de compra.

E como se identifica o usuário?

No caso da internet, por exemplo, quando um usuário visita um website, existe um arquivo chamado cookie que detecta essa interação. Esses arquivos são criados por um website com pequenas quantidades de dados enviados entre um remetente e um receptor com um duplo propósito. Ele busca identificar cada visitante e ter acesso ao histórico de suas atividades.

Se você está em posse dessas valiosas informações, você e sua empresa podem adicionar esse usuário em uma lista de remarketing. Ela servirá como guia para uma campanha. Por exemplo, do Google Adwords que permite a criação de anúncios personalizados com base na ação que o usuário realizou na internet.

Qual a diferença entre o Remarketing e o Retargetting

Inicialmente se pode dizer que ambos descrevem o ato de fazer propaganda para a mesma pessoa mais de uma vez. Se hipotizassemos que o remarketing fosse um polvo, o retargeting seria um dos seus braços. Ou seja, uma das ferramentas que ele utiliza para atingir os seus objetivos. Graficamente se poderia diferenciá-los com um organograma assim:

Então, remarketing e o retargeting não são a mesma coisa, mas podem auxiliar seu E-commerce, têm nomes parecidos e possuem um objetivo comum: engajar novamente os visitantes. Porém, na prática eles são diferentes, ou seja, o processo com o qual você busca atrair novamente o cliente é diferente.

ecommerce remarketing retargeting

O remarketing normalmente se associa com a reativação de clientes através de e-mail marketing. Você pode acionar estes e-mails de remarketing dependendo das ações que os visitantes tomam no seu site ou E-commerce. Por exemplo, você pode enviar um e-mail de remarketing quando um visitante abandona seu carrinho de compras ou coloca um determinado item em sua lista de desejos.

Por sua vez, o retargeting está focado na conversão de pessoas já interessadas nas ofertas de sua loja online, por exemplo, através do uso de anúncios pagos inseridos em locais estratégicos das páginas online.

A palavra targeting significa apontar. Portanto, você direciona a ação para um alvo, ou seja, aquele consumidor que não comprou a primeira vez.

Chango elaborou um infográfico detalhando as principais ações do retargeting, seja para aqueles que nunca visitaram seu site ou E-commerce, seja para aqueles qie já os visitaram.

Quando vale a pena trabalhar Remarketing

O e-mail de remarketing serve como um lembrete para o visitante do que ele deixou para trás. Às vezes, isto é tudo o que ele precisa para se motivar, para retornar ao carrinho de compras ou lista de desejos e finalizar sua compra. Como o visitante já demonstrou claramente interesse no produto, há uma boa chance de que um pequeno lembrete possa ajudar a influenciar sua decisão de compra.

Ele permite que seu consumidor tenha um contato mais íntimo com a sua empresa através de mensagens personalizadas que recebe por e-mail ou telefone. Desta forma, o visitante se lembra de sua oferta, continua a considerar a compra e possivelmente fecha a compra ou o negócio.

Outra grande oportunidade para utilizo do remarketing para o seu E-commerce é relacionado ao upsell e ao cross-sell. De fato, no seu e-mail você pode ainda aproveitar a oportunidade de sugerir um upsell ou quem sabe sugerir um cross-sell, fornecendo ao destinatário do e-mail algumas sugestões adicionais para produtos similares ou complementares.

Outra possibilidade é combinar o remarketing com o inbound marketing para criar uma estratégia de marketing digital muito eficiente. Com isso, ao invés de simplesmente enviar um e-mail, você também pode promover conteúdo, principalmente compartilhando conhecimento, por exemplo, no LinkedIn para empresas se você opera em uma Estratégia de Marketing Digital para B2B.

Otimizando o caminho de conversão do usuário para que uma estratégia de Remarketing Faça sentido

As taxas de abandono são elevadas em todos os setores. Em alguns casos passando dos 98% como na indústria automobilística. Abaixo são alguns dados colhidos pela SaleCycle em 2020. Note que quase todas se situam acima dos 84%.

remarketing e ecommerce

Menos de 2 em cada 10 visitantes terminam a compra ou fecham um negócio. Por isso, o remarketing pode ser tão importante para sua empresa. E você precisa então de ferramentas e técnicas/estratégias adequadas para isso. Abaixo vamos elencar alguns pontos que consideramos importantes.

Dicas…

  1. Aja rápido: envie suas campanhas de remarketing por e-mail dentro da primeira hora de abandono do carrinho do seu e-commerce, a fim de manter sua marca na mente do cliente. Lembre-se, ele quase comprou de você.
  2. Segmente seus visitantes: A forma mais simples para você fazer um remarketing é verificar quem já visitou seu site. Para isso, por exemplo, você pode usar a “lista otimizada do Google Ads” que vai lhe ajudar a alcançar esses usuários ou o seu perfil ideal de buyer persona.
  3. Segmente públicos semelhantes: assim você pode exibir anúncios para pessoas que têm características semelhantes aquelas que estão na sua lista de remarketing.
  4. Dê uma atenção especial para aqueles que abandonaram o carrinho: seguido após colocar itens no carrinho as pessoas abandonam o site. Ou seja, estão muito próximos da compra. E são um ótimo público para você investir e ajudar eles a acelerarem a decisão de compra.
  5. Upsell e cross-sell: crie listas de clientes “convertidos”. Uma vantagem é que eles já tem familiaridade e interesse na sua empresa.
  6. Personalize os anúncios: eles são muito importantes e devem ser relevantes para o público-alvo que você quer alcançar. Busque formatá-los de forma que se pareçam com seu site e inclua um CTA.
  7. Faça segmentações por local ou sexo: se você possui uma padaria local, não vai querer anunciar para pessoas que estão em outro estado não é mesmo? O mesmo vale para o sexo. Se você tem uma loja de lingerie feminina, seria mais útil buscar o público feminino, não é?
  8. Limite o número de visualizações diárias: além de diminuir suas impressões, você não corre o risco de acabar sendo muito inoportuno ou “chato”.
  9. Programa o horário: procure publicar os anúncios nos horários em que é mais provável que seu público esteja mais tranquilo para ler e, no melhor dos casos, finalizar a compra.

Claro que esses são apenas algumas das indicações que podem otimizar e trazer bons frutos para a sua campanha de remarketing. Mas não pense duas vezes se tiver a oportunidade de fazer um bom benchmarking com alguma empresa que se destaca no seu setor ou buscar uma consultoria de marketing digital.

Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *