Outbound Marketing: vale a pena?

O processo de pré-venda é uma etapa fundamental no projeto de aquisição de novos clientes e do sucesso na venda de um produto.

Portanto, a estratégia utilizada e o investimento aplicado definirão o êxito da sua empresa, desde o reconhecimento até a venda da mercadoria. Para isso, o outbound marketing pode ser a ferramenta ideal para auxiliar em todo o planejamento de prospecção.

No setor de pré-venda existem duas maneiras de realizar o engajamento de novos clientes: o inbound e outbound marketing.

O primeiro utilizará a técnica de atrair o consumidor para o seu negócio, fazendo com que o cliente conheça a sua marca e procure pelo seu produto e é, também, a forma mais nova de realizar a prospecção.

Já o segundo, é uma forma um pouco mais agressiva de fazer com que o produto chegue até o consumidor. É um modelo clássico de divulgação que pode ser mais caro, mas que continua sendo bastante efetivo e gerando resultados mais rapidamente.

O que é o outbound marketing?

Uma das principais distinções entre o inbound e o outbound marketing é o imediatismo dos resultados – tanto positivos quanto negativos –, e o tamanho do alcance do público. 

Enquanto o inbound vai precisar de tempo para surtir efeito e atrair consumidores para a sua empresa, sendo uma estratégia mais voltada ao longo prazo, o outbound vai agir na necessidade já existente pelo produto ou serviço, garantindo que o cliente saiba que a sua empresa vende o que ele procura.

Esse tipo de estratégia de CRM (Customer Relationship Management) está presente no cotidiano do consumidor em forma de comerciais de televisão, rádio, outdoors, panfletagem e telemarketing. 

No entanto, com o avanço da internet ocorre a evolução do marketing tradicional e o outbound passa a ser realizado, também em outros canais, como:

  • Links patrocinados;
  •  E-mails de marketing;
  • Redes sociais;
  • Anúncios nas plataformas;
  • Anúncios nos mecanismos de busca.

Nesse sentido, os produtos podem ser distribuídos por anúncios no Google, por meio do Google Ads ou em redes sociais como Facebook e suas afiliadas, por exemplo.

Essa forma de propaganda atinge especificamente consumidores interessados na compra do serviço, se tornando consideravelmente mais barato do que a apresentação de propagandas nas mídias tradicionais, já que avalia o consumidor ideal e pode ser pago apenas quando o internauta realizar a ação, como clicar em um banner, por exemplo.

O custo-benefício é particularmente interessante, pois além de tornar a distribuição de marketing mais acessível, atinge, em maior quantidade, um público-alvo mais específico, o que aumenta as chances de sucesso na venda.

Vantagens e desvantagens da técnica

O outbound marketing é uma estratégia bastante completa, mas assim como qualquer ação, demanda estudo para ser aplicada de forma mais objetiva para atingir os resultados esperados. 

Por esse motivo, confira nos tópicos a seguir mais profundamente, algumas de suas vantagens e alguns pontos de atenção para obter campanhas mais efetivas.

  1. Mensuração efetiva

A técnica do outbound é bastante positiva para mensuração dos resultados da ação. 

Isso porque consegue-se dimensionar o quanto foi investido, qual foi o retorno e quanto tempo demorou a alcançá-lo de forma mais precisa e rápida, visualizando também se o público e o objetivo desejado foram atingidos.

Desta forma, mesmo se a ação falhar, será possível reajustá-la e realizar um novo projeto de forma mais eficiente e em menos tempo, reduzindo os prejuízos.

  1. Contato assertivo

Com essa estratégia, além de potenciais consumidores da marca, é possível atrair um público mais específico e que de fato tenha demonstrado interesse em realizar a compra do produto/serviço trabalhado.

Para isso, você pode definir com detalhes quais são as características do público que deseja atingir e, assim, otimizar as vendas.

Por exemplo, é possível criar uma campanha de remarketing, ou seja, para entrar em contato com aqueles usuários que já realizaram alguma compra anteriormente, ou ainda, aqueles que “abandoram” a compra em determinado momento, conseguindo convertê-los e até fidelizá-los.

  1. Resultados mais rápidos

Com ações mais adequadas e com base em um bom planejamento, o retorno é praticamente imediato.  

No momento em que as ações começam a circular, o resultado já começa a aparecer conforme os clientes vão sendo atingidos pela propaganda, visto que as divulgações podem ser facilmente visualizadas.

Assim, é possível atrair novos consumidores em algumas semanas e, com isso, é possível enxergar o retorno do investimento mais rapidamente.

  1. Mais barato

Os valores podem variar de acordo com o meio utilizado para a divulgação da propaganda, do tipo de ação escolhida, público que se deseja atingir e em quanto tempo, considerando melhor a quantia investida.

Isso porque, com os meios digitais, o outbound tornou-se uma ferramenta mais economicamente viável.

Entretanto, esse tipo de ação também pode ter seus pontos fracos. Confira dois pontos de atenção.

  1. Alto investimento no atendimento ao cliente

Com o processo de marketing rodando e atingindo um público gradativamente maior, o investimento com o setor de atendimento ao cliente deve aumentar, sendo que esse fator deve ser considerado e o setor otimizado, como por meio de novas contratações.

  1. Custo maior que o inbound

O custo geral da ação de outbound é geralmente maior do que o custo com o inbound, visto que o inbound tende a ter um crescimento considerado orgânico.

Além disso, o último, irá gerar resultados em longo prazo, enquanto o primeiro necessita de um investimento recorrente, visto que, uma vez que este cessar, a propaganda para de alcançar o público.

Neste sentido, conforme as estratégias e objetivos, pode ser interessante considerar uma combinação entre o inbound e o outbound, agindo de forma a atrair, converter e alimentar os clientes e possíveis clientes, fidelizando-os e/ou recuperando-os quando necessário.

A importância de afunilar as vendas

De forma geral, as ações de inbound e outbound irão apresentar diversos benefícios e fatores a serem considerados, demandando um planejamento adequado conforme os objetivos da empresa.

Exatamente por esse motivo o investimento no funil de vendas em Y se mostra o ideal para diversas empresas. Dessa forma é possível captar novos clientes por meio da mescla de ambos os métodos, de longo e curto prazo, mantendo-os mais tempo no percurso de compra.

Além disso, o uso de um app funil de vendas pode ser bastante útil para facilitar o controle das informações e para a análise mais precisa sobre a mensuração de cada resultado e de como o investimento no funil em Y tem impactado na sua empresa, melhorando os resultados e gerindo da melhor forma os clientes e leads.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Top News Tech, site voltado para a veiculação de conteúdos ricos e relevantes para empresas de diversos nichos, bem como estratégias que contribuem para o desenvolvimento do negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *