Accelerated Mobile Pages – como ajudam na otimização do seu Site Mobile?

Accelerated Mobile Pages

Aposto que você deve ficar no mínimo confuso ao ouvir o termo Accelerated Mobile Pages (AMP).

Como as AMP podem ajudar sua empresa a conquistar novos clientes? 

Eu também fiquei assim quando ouvi esse termo pela primeira vez. Então não se preocupe em não conhece-lo.

Quer saber o que isso significa e o que é?

Continue a leitura do artigo e vamos entender o que são essas  Accelerated Mobile Pages ou AMP.

O que são Accelerated Mobile Pages?

A configuração das AMP é uma das etapas fundamentais para um projeto de SEO, seja SEO para ecommerce ou um Blog para uma estratégia de Marketing Digital para empresas B2B.

Todos sabemos que o mundo está sendo dominado pelos dispositivos móveis. Os famosos mobiles  estão ganhando proporções e taxas de uso nunca antes vistas.

E por que? Uma simples razão: facilidade de acesso! E como estar por dentro de toda essa facilidade de acesso? Você deve divulgar-se e utilizar de toda essa tecnologia.

Sendo assim você pensa “Bom, preciso ter um bom site mobile!”. Sim, este é o raciocínio. : D.


Mas, como você faz para ter um bom site mobile?

É ai que entra a questão AMP! A ideia delas é fazer com que seu site fique ainda mais rápido ao ser acessado seus usuários.

Desta forma, todos gostam de acessar seu site por ser rápido e logo você terá mais usuários felizes. Lembrando sempre que: um usuário feliz é a melhor coisa do mundo!

Então basicamente, as Accelerated Mobile Pages são uma forma de você ter um site mobile ainda mais rápido. E quem teve essa ideia? Vamos descobrir! : )


Por que as Accelerates Mobile Pages surgiram?

Bom, não sendo puxa saco – mas já sendo – quase tudo que é bom e está relacionado a internet é feito ou tem parceria do Google.

Então porque seria diferente agora né ?!

Sua ideia veio em resposta a algumas tecnologias como Facebook Intant Articles, Apple News e Twitter Moments.

Ou seja, cada  um está fazendo o que pode para tornar a web mais rápida e ganhar mais usuários. E até onde pode-se perceber, temos uma briga disputada entre estes gigantes da tecnologia.

Segundo pesquisas, foi constatado que os usuários costumam deixar de acessar sites que são lentos para carregar. Isso pode não ser uma novidade, mas quando se trata de mobile é ainda pior!

Por quê? Porquê se o seu site demorar mais do que 3 segundos para carregar, a tendência de que seus usuários saiam do seu site é alta.

Mas espera, apenas 3 segundos? É, você não leu errado! São 3 segundos!

E o que está gerando este agravante de velocidade no meio mobile? São as redes 2G, 3G e outros Gs!

Por elas não conseguirem trabalhar em velocidades tão altas e sempre por terem a questão do pacote de dados, mais do que nunca, os usuários não vão perder tempo carregando um site ou conteúdo por muito tempo..

Sendo assim, as AMPs foram criadas como uma iniciativa do Google para mudar isso!

Dê uma olhada nos seus concorrentes. Faça uma análise de Benchmarking. Veja, eles estão usando as configurações AMP?


O Google e as Accelerated Mobile Pages

Tudo bem, tudo bem, entendemos que as AMPs são demais, mas e se eu não quiser usá-las?

Tudo bem, não existe o mínimo problema nisso. Mas é claro que você perderá alguns benefícios

Isso mesmo, fora toda a velocidade que elas proporcionariam para o seu site, você perderá outro fator extremamente importante sem utilizá-las: Visibilidade!

O Google dará maior destaque em suas pesquisas para quem utilizar as Accelerated Mobile Pages.

Como? Exibindo um imenso carrossel cheio de páginas AMP que estão relacionadas aos resultados da pesquisa  antes dos demais resultados.

Mas então, em quais casos o uso das Accelerated Mobile Pages é aconselhável?

Bom, lembrando que, com um acesso mais rápido ao seu site, o seu cliente vai consumir seu conteúdo mais rapidamente, o que provavelmente o levará a consumir mais ainda! (Consumir: Ler, comprar, assistir, ou o que seu site oferecer).


Como visualizar o desempenho das Accelerated Mobile Pages?

Ok, ok. O Google venceu, vamos começar a utilizar AMP. Mas como vamos analisá-las?

Você já ouviu o termo Google Search Console? Muito provavelmente sim, mas caso não tenha, temos artigos muito interessantes aqui sobre ele.

Basicamente, para conferir-las você precisa:

  • Acessar a sua conta do Google Search Console;
  • Acessar a propriedade em questão que quer verificar;
  • Então no menu, escolher a aba Aspectos da pesquisa;
  • E por fim a seção Páginas aceleradas para dispositivos móveis.

Aqui, você terá uma visão geral de todas as páginas mobile. Tanto mostrando quais estão indexadas quanto as que  estão apresentando problemas.

Esses dados geram um gráfico de total de páginas indexadas e páginas com problemas por tempo.

No caso de problemas, é fornecido uma lista indicando quais páginas estão com problemas.

Também é indicado como você pode possivelmente solucionar esses erros e por fim, uma ferramenta de testes.

Ferramenta de testes? Sim, exatamente. Para que você possa avaliar suas páginas de uma maneira mais rápida e fácil.

Caso você não queira algo mais palpável, você pode ler a documentação das Accelerated Mobile Pages e conferir passo-a-passo dele se está tudo certo.


Opiniões sobre as Accelerated Mobile Pages

Após varias pesquisas, percebi que não é apenas mais um assunto, mas sim algum tipo de polêmica no meio de TI.

Por que? Existem algumas opiniões de nomes de peso no mercado que estão tanto a favor quanto contra seu uso.

Por exemplo, já li artigos que defendiam o não uso de AMP, porque estamos retrocedendo a web dos anos 2000, sem interatividade alguma.

Enquanto que também é fácil de se ver outros defendendo seu uso. Com argumentos baseados na velocidade e satisfação do usuário.

É claro que com o passar do tempo, cada vez mais existe uma maior demanda de velocidade. Mas será que, realmente a saídasão páginas mais leves e sem interatividade?

O que você acha disso?

Precisa de ajuda para configurar as AMP para seu site ou uma consultoria de SEO para melhorar o tráfego do seu site?

Entre em contato com um dos nossos consultores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *