Como escolher o melhor modelo de Marketing Digital?

Quando falamos em modelo de marketing digital para a sua empresa, precisamos entender que existem diversos tipos de soluções. Portanto, para definir qual é a melhor para o seu negócio, você deve, primeiro, saber em qual fase sua empresa está.

O que precisamos avaliar?

Mão clicando em gráficos em um celular, relógio, carta, lupa, nuvem, símbolo de curtida e xícara de café sugerindo análise de modelos de marketing digital para empresas.

Supondo que está planejando uma viagem e pretende chegar no Rio de Janeiro em 1 hora. Isso é possível? Pode ser. Pois depende de onde você está partindo e de qual meio de transporte você está utilizando.

A mesma lógica funciona para o marketing digital. Porque, para atingir um objetivo, precisamos avaliar o caminho que temos que seguir, quais ferramentas podemos usar e quanto tempo vamos levar para atingir nossa meta.

Então, para escolher o melhor modelo operacional, precisamos, inicialmente, entender de onde estamos partindo, ou seja, a situação atual da empresa. É a partir disso que vamos identificar o melhor caminho para atingir nossos objetivos.

Fases de vida de uma empresa

Para facilitar o entendimento e nos ajudar a, enfim, identificar qual é a maturidade da nossa empresa e qual modelo de marketing digital, podemos fazer uma analogia com a vida humana, na qual existem três fases:

  • Bebê – alto potencial – nenhuma experiência em Marketing Digital
  • Adolescente – quero fazer tudo – familiaridade com o mundo Digital e suas ferramentas: Face, Google, Linkedin…
  • Adulto – maturidade nas escolhas – entende que o tempo dedicado às operações de Marketing são tiradas do negócio

Na primeira fase, a fase inicial (bebê/criança), a empresa em questão não tem nenhum conhecimento em marketing digital, consequentemente, ainda não sabe usar as ferramentas disponíveis sem auxílio.

Uma criança, no início da sua vida escolar, tem muito potencial para aprender, mas necessita ter uma instrução básica para seguir amadurecendo.

A mesma coisa serve para a empresa nesta fase. No começo, mesmo com muito potencial, não adianta fazer um trabalho muito abrangente de marketing, seguindo aquele clássico de agência, porque ainda precisa adquirir conhecimento e realmente entender para que serve cada coisa.

Na segunda fase, a fase adolescente, é uma fase de experimentar, de fazer testes. Ainda precisa de auxílio para utilizar os recursos disponíveis, mas está amadurecendo.

Na terceira fase, já na fase adulta, a empresa tem maturidade suficiente em marketing digital. Portanto sabe identificar os gargalos, entende o que precisa e o que não faz sentido para o negócio.

O que precisamos entender aqui é que qualquer empresa passa pelas fases iniciais, de aprendizado, testes e amadurecimento. E provavelmente surgirão problemas e erros no caminho, mas o importante é sabermos lidar com eles e também entender como solucioná-los.

O segredo é estruturar e priorizar.

Estruturação do marketing digital

Alguns dos critérios que devemos levar em consideração quando estamos estruturando nosso modelo de marketing digital são:

  • Nicho
  • Idade da empresa
  • Tamanho da empresa
  • Experiência no setor
  • Operação interna para marketing
  • Orçamento

É muito importante definirmos nosso modelo operacional, quem vai cuidar disso e quantas horas teremos à disposição para dedicar ao marketing, para, enfim, começar a pensar em uma estratégia.

Se estou no começo do projeto e tenho 8 ou 10 horas à disposição, é bom investir em fazer um curso para aprimorar e aplicar.

Lembrando que isso precisa ser considerado dentro do ROI. Porque, quando calculamos o ROI, geralmente focamos no investimento nas mídias, nas ferramentas, e esquecemos de um dos recursos principais, que são as horas disponíveis para colocar tudo isso em prática.

Conforme a empresa for crescendo e, com a possibilidade de investir mais, contratar mais um colaborador, será possível dedicar menos horas somente ao marketing.

Podemos começar a pensando em uma consultoria estratégica. O que vai ajudar a operacionalizar e auxiliar nas melhores escolhas. Aqui, por exemplo, consideramos investir em média 4 horas por dia.

Direcionamento do marketing digital

Existe uma metodologia básica que consiste na definição de alguns itens que são essenciais para o direcionamento do marketing. São eles:

É importante que você tenha uma pré-definição desses itens, mas tenha sempre em mente que esses dados serão atualizados frequentemente a partir de relatórios e feedbacks feitos a partir da análise dos resultados do mercado. 

Essa metodologia e critérios estão muito relacionados, porque se você possui isso estruturado dentro da sua empresa, já é um passo dado pra definir seu modelo operacional

Os 3 pilares do marketing digital

Normalmente, o padrão de mercado prevê que entre 5 e 7% do seu faturamento vá para o marketing. É importante ter definido quanto será investido em cada um desses três itens:

  • Estratégia
  • Operação
  • Ferramenta

Quando você terceiriza o trabalho de operação, você paga mais para marketing digital, pois são horas qualificadas.

Para quem está começando agora, pode ser viável ter alguém que possa auxiliar, como forma de mentoria, porque é mais barato. Porém, vai exigir mais horas para aprender e para aplicar na empresa.

Escolha do modelo de operação de marketing digital para a sua empresa

Agora que sabemos analisar a situação atual e os objetivos da empresa, vamos retomar às fases de vida de uma empresa para entender qual modelo de marketing digital podemos implementar.

Fase infantil – ead

Nessa fase inicial, como a empresa em questão ainda precisa de aprendizados sobre marketing digital, o ideal é investir em uma formação em ead para aprender e começar aplicar aos poucos.

Fase adolescente – consultoria

Na fase de adolescência, a empresa já tem familiaridade, tem horas/homem à disposição mas precisa de uma consultoria que repasse essa inteligência, adaptada para o negócio, que será implementada utilizando operação interna.

Fase adulta – agência

Adulta, a empresa já passou pela fase de aprendizado, ou seja, tem familiaridade e pode terceirizar, seguindo o modelo agência: alguém de fora da empresa cuida de toda a estratégia e operação.

Se o modelo de agência for implementado pra quem esta começando, pode não dar certo, porque uma empresa com pouca experiência não vai ter competência para administrar toda essa complexidade (é como colocar um bebê na faculdade).

Ao mesmo tempo, o ead pra uma empresa que já tem conhecimentos avançados, não seria muito efetivo, por ser muito básico. Por isso é importante entender o modelo que cabe melhor para o momento da sua empresa.

Consultoria hibrida

Esse tipo de consultoria atua em situações mais pontuais, ou seja, o cliente precisa de um auxílio em casos e/ou ferramentas mais específicas, como, por exemplo, alguma campanha mais estratégica no Facebook. Nesses momentos a empresa pode precisar de alguém que seja mais especializado e que cuide pontualmente de algumas operações.

Gestão de recursos

É de extrema importância ter uma ferramenta para gestão dos recursos, que são, neste caso, tarefas, pessoas e horas.

Leia também: Como aplicar a metodologia SCRUM e Kanban à gestão de um projeto de Marketing Digital?

Estruturar este processo vai te ajudar a ter uma estimativa de quantas horas são utilizadas para realizar cada tarefa, e, assim, ter uma noção melhor de como e onde investir e/ou aprimorar.

Analisando toda a sua empresa, os dados históricos, identificando em qual momento está, definindo as prioridades e gargalos, será possível ter sucesso na escolha do melhor modelo de marketing digital para o seu negócio ser um sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *